Entrecortes (2021) “between cuts” is a digital installation formed by 40 “rooms”, a labyrinth of images where explosions, landslides, murders, accidents, world tensions, local crises, events, visions, fragments of reality are stacked, overlapped, creating new senses and temporalities, within a non-linear path. Entrecortes is a labyrinth and it is also an archive, a collection of images appropriated from Brazilian news sites between 2018-2019, precarious and disposable images that come back to life within this environment, where the rhythm is defined by the speed of the click, by the destinations that each of the images hides. An experience that happens in the tension of sounds and images, so Entrecortes is also an exercise in montage.

Disponível em zero-editions.org/entrecortes.
Entrecortes (2021) é uma instalação digital formada por 40 "salas", um labirinto de imagens onde explosões, deslizamentos de terra, assassinatos, acidentes, tensões mundiais, crises locais, eventos, visões, fragmentos de realidade são empilhados, sobrepostos, criando novos sentidos e temporalidades, dentro de um caminho não linear. Entrecortes é um labirinto e é também um arquivo, uma coleção de imagens apropriadas de sites de notícias brasileiras entre 2018-2019, imagens precárias e descartáveis que voltam à vida dentro deste ambiente, onde o ritmo é definido pela velocidade do clique, pelos destinos que cada uma das imagens esconde. Uma experiência que acontece na tensão entre sons e imagens, por isso Entrecortes é também um exercício de montagem.

Disponível em zero-editions.org/entrecortes.